Hospital de campanha de Heliópolis é o 4º inaugurado em São Paulo

Estrutura de ambulatório na maior favela da capital foi adaptada para atendimento de pacientes com covid-19 para desafogar hospitais

Pacientes chegam à unidade apenas por meio de transferência de outras unidades de saúde
Heliópolis é a maior favela de São Paulo e tem cerca de 220 mil moradores, o equivalente à população de Presidente Prudente, no interior do estado
O quarto hospital de campanha da cidade de São Paulo começou a funcionar nesta quarta-feira (20) na comunidade de Heliópolis, na zona sul da capital
A unidade, adaptada para atender pacientes com o novo coronavírus, funciona no já existente AME (Ambulatório Médico de Especialidades) Doutor Luiz Roberto Barradas Barata
Investimento do governo no hospital é de R$ 30 milhões para custeio do hospital, divididos em seis meses, além de R$ 915 mil para adequação do espaço
Funcionários do hospital de campanha de Heliópolis
De acordo com o monitoramento da UNAS (União de Núcleos, Associações dos Moradores de Heliópolis e Região), até a primeira semana de abril, não havia casos de infecção por coronavírus na comunidade
Unidade conta com 200 leitos, sendo 148 de enfermaria, 28 de estabilização e 24 de UTI (Unidade de Terapia Intensiva)
Os outros três hospitais de campanha de São Paulo são os do Estádio do Pacaembu, do Centro de Convenções do Anhembi e do Complexo Esportivo do Ibirapuera
Distrito do Sacomã, que compreende a favela, contabiliza 92 óbitos confirmados ou suspeitos por covid-19, de acordo com o último boletim da prefeitura
Pacientes chegam à unidade apenas por meio de transferência de outras unidades de saúde
Heliópolis é a maior favela de São Paulo e tem cerca de 220 mil moradores, o equivalente à população de Presidente Prudente, no interior do estado
2 /10
O quarto hospital de campanha da cidade de São Paulo começou a funcionar nesta quarta-feira (20) na comunidade de Heliópolis, na zona sul da capital
A unidade, adaptada para atender pacientes com o novo coronavírus, funciona no já existente AME (Ambulatório Médico de Especialidades) Doutor Luiz Roberto Barradas Barata
Investimento do governo no hospital é de R$ 30 milhões para custeio do hospital, divididos em seis meses, além de R$ 915 mil para adequação do espaço
Funcionários do hospital de campanha de Heliópolis
De acordo com o monitoramento da UNAS (União de Núcleos, Associações dos Moradores de Heliópolis e Região), até a primeira semana de abril, não havia casos de infecção por coronavírus na comunidade
Unidade conta com 200 leitos, sendo 148 de enfermaria, 28 de estabilização e 24 de UTI (Unidade de Terapia Intensiva)
Os outros três hospitais de campanha de São Paulo são os do Estádio do Pacaembu, do Centro de Convenções do Anhembi e do Complexo Esportivo do Ibirapuera
Distrito do Sacomã, que compreende a favela, contabiliza 92 óbitos confirmados ou suspeitos por covid-19, de acordo com o último boletim da prefeitura
Pacientes chegam à unidade apenas por meio de transferência de outras unidades de saúde
Heliópolis é a maior favela de São Paulo e tem cerca de 220 mil moradores, o equivalente à população de Presidente Prudente, no interior do estado
A unidade, adaptada para atender pacientes com o novo coronavírus, funciona no já existente AME (Ambulatório Médico de Especialidades) Doutor Luiz Roberto Barradas Barata

Fonte/ Link: https://noticias.r7.com/sao-paulo/fotos/hospital-de-campanha-de-heliopolis-e-o-4-inaugurado-em-sao-paulo-20052020#!/foto/1
Postado em 20 de Maio de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp
Gabinete Online